A limitação de recursos, escassez de tempo e grande quantidade de demandas cotidianas ligadas ao planejamento, coordenação, execução e avaliação de diversos projetos não impediu o coletivo paranaense Parafuso Educomunicação de realizar uma ação comemorativa ao 25 de Julho – Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha em 2018. O grupo, formado por três jornalistas e educomunicadores(as), com sede em Curitiba (PR), resolveu criar um conjunto de ações de comunicação através de suas redes sociais digitais para dar visibilidade às mulheres negras que foram conhecendo ao longo de seus quatro anos de existência.

Julho das Pretas 0

Com postagens no Facebook, Instagram Stories, Twitter e portal institucional, o grupo pôde apresentar aos seus seguidores(as), 13 mulheres negras realizadoras e que já possuem uma caminhada de transformações sociais em suas áreas de atuação. De modo geral, são lideranças jovens que atuam em diferentes cidades brasileiras como Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Guarapuava (PR), além da capital paranaense.

Uma ação bastante simples, mas bastante importante para engrossar o coro de vozes que gritam por representatividade na mídia, reparação de direitos históricos violados, equidade nas relações de gênero e étnico-raciais.

Para conhecer quem são as mulheres homenageadas pelo coletivo e saber quais são os seus empreendimentos e/ou iniciativas sociais, educacionais, políticas ou culturais que integram, visite esta página no portal da Parafuso Educomunicação!


Julho das Pretas 2017

No ano passado, uma das integrantes do coletivo, jornalista Juliana Cordeiro, realizou a produção de uma série de vídeos que retrataram atos político-culturais filmados durante eventos públicos realizados em Curitiba. Empoderamento da mulher negra, desafios sociais, produção artística negra e outras causas do movimento foram pautados nos vídeos.

Preparamos uma lista com todas essas produções e colocamos logo abaixo para você assistir 😉

Anúncios