Até então, as experiências em escalar coisas se limitavam a alguns pouco lugares: já subi no telhado de casa, em Foz do Iguaçu, quando era criança e meus pais não sabem disso até hoje. Ainda na infância, também subia numa árvore do campinho de futebol perto da creche Oswaldo Goch, que era quando eu aproveitava para comer pétalas das flores! Hahah Na adolescência, o máximo de escalada era num pé de jaca ou no cercado do curral dos meus tios e avó. Na vida adulta, o lugar mais alto que subi foram as escadas pra um tobogã de parque aquático e, mais recentemente, nas paredes do Campo Base, um ginásio de escalada aqui de Curitiba (PR).

Acompanhado da Ju e da Paula, companheiras de trabalho na Parafuso Educomunicação, tiramos um dia para conhecer o Campo Base e as descobertas da primeira vez, eu divido com vocês logo abaixo (: Vamos lá?
IMG_0462

Antes de de entrar, um contrato
Antes mesmo de pagar pelo serviço, você recebe um termo de inicialização em segurança e de consentimento de riscos, que serve para declarar que você está ciente de que pode se machucar um pouquinho e que vai zelar pela sua segurança, respeitando as instruções.

Quanto custa?
Há vários planos, possibilidade de pagar por diária e promoções do tipo ‘Sexta em Dobro’ e ‘Domingo Família’. No nosso caso, saiu R$ 40,00 pra cada um, para utilizar o espaço por duas horas. Pra gente, foi tempo suficiente (: O pagamento é feito antes do iníco da escalada.

Sapato especial
Pra escalar, você recebe uma espécie de sapatilha especial, com um solado mais rígido e uma espécie de proteção durinha na parte do dedão e do calcanhar também. No meu caso, tive que pegar um calçado número 43, pois o 41 e o 42 estavam apertando demais.
IMG_0389

Instruções iniciais
Como a gente tava indo pela primeira vez, um instrutor da equipe explicou pra gente as coisas básicas pra conseguirmos escalar. Foi aqui que aprendemos que dá pra trabalhar em duplas pra escalada acontecer! Um sempre fica ‘em terra’ ajudando a regular a corda e a fazer a decida e outro vai escalando.

IMG_0362
Atento para ajustar a velocidade de descida da Ju. Foto: Paula Nishizima.

IMG_0290
IMG_0315
IMG_0313

Níveis de dificuldade
Tá vendo as fitas coloridas perto das agarras? Elas servem pra ajudar a te guiar até o topo! No nosso caso, iniciantes, utilizamos o nível 3 de dificuldade, em uma das paredes. Daí a gente sabia que, do chão até lá em cima, só poderíamos pisar ou segurar as agarras de uma determinada cor. Ou seja, geralmente, não dá pra ir subindo ‘na louca’, pois não vai dar certo ou você vai subir igual a um carangueijo doido! hahah
IMG_0471IMG_0473

Sensação na subida
A subida plana, nos níveis 3 e 4 sãs as mais fáceis e mais gostosas de fazer por ficarem dentro das minhas possibilidades reais de quem estava fazendo aquilo pela primeira vez. Em subidas um poquinho mais inclinadas, a força no braço começa a ser bastante importante. Unhas curtas ajudam bastante a segurar as agarras mais pequeninihas. Chegar ao topo é legal pela sensação de dever cumprido e por poder olhar pra baixo e ver o quão distante você está do chão!

IMG_0413
Laboratório para atuar no novo filme do Spider Man 2018 😉 #sqn | Foto: Juliana Cordeiro.
IMG_0346
Pra expressar que até o nível mais fácil é hard! Hahah | Foto: Paula Nishizima.

 

Sensação na descida
Pra mim, é um dos melhores momentos! Você precisa confiar em quem ficou ‘em terra’ e soltar os pés e mãos das agarras. Com isso, você fica suspenso no ar e vai descendo na velocidade que essa outra pessoa estiver regulando. Ficar suspenso é muito bom. Dá até vontade de experimentar rapel, tecido acrobático ou outras coisas que deixam a gente suspenso de tão legal que é! Será que devo migrar para as artes circenses ou para o mundo dos esportes, minha gente?

IMG_0435
Descendo ao estilo ‘Missão Impossível: 007’! Foto: Juliana Cordeiro.
IMG_0447
Descendo like a ‘nana neném’. Foto: Juliana Cordeiro.

Vídeo novo vai chegar!
Captamos imagens bem legais durante esse dia e, assim que possível, quero postar o vídeo pra vocês verem como foi a atividade! Enquanto isso, que tal dar um like nessa fotenha do Instagram, hein? rs Até a próxima!

Anúncios